« Tudo certo em Londres | Main | Baby Holly »

O dia em Londres

Acordamos cedinho e pegamos o trem das 07h50 da manhã. Chegamos em Londres, compramos nossos passes de metrô para um dia e fomos direto para a estação Piccadily Circus. Encontrei o fotógrafo indicado pelo Consulado, que fica bem na frente das catracas. A foto ficou supercolorida porque eu estava usando uma camiseta vermelha e uma blusa de lã azul por cima, além de estar toda descabelada. Mas o importante é que saiu no tamanho certo e com a data. O Consulado não estava tão cheio, mas como eu tinha três assuntos para resolver, tive que pegar três filas diferentes. Entreguei meus documentos e tive que ir até o correio para pagar a guia Giroslip, que deu um total de £40 (£16 do registro de casamento + £24 do novo passaporte). Voltamos
para o Consulado, entregamos o comprovante de pagamento e peguei os recibos dos serviços em que dei entrada. Aproveitei e também justifiquei minha ausência nas eleições dos dois turnos.

Missão cumprida, fomos almoçar. Estava louca de vontade de ir ao Brazilian Touch Café na Oxford Street, mas a gente estava com pressa e acabamos entrando no Galileo, um restaurante italiano ótimo bem perto do Consulado! Martin pediu um fettuccine ao Alfredo e eu pedi um espaguete à Puttanesca e ambos estavam divinos!

De lá, pegamos o metrô até o destino de um único passeio que havíamos programado: o Museu de História Natural. Fantástico! A arquitetura do museu é inexplicável, tão rica de detalhes, que vale uma visita à parte. Ficamos uma boa meia hora só admirando a parte externa do prédio e gastamos mais de uma hora observando os detalhes da parte interna, magnífico!!! No jardim do museu estavam expostas imagens aéreas tiradas de diversas partes do mundo. O Brasil aparecia em três: Corcovado, Rocinha e Extração de Madeira Ilegal.

Dentro do museu, muitas e muitas surpresas maravilhosas! Já na entrada, um esqueleto de dinossauro de 26 metros de comprimento lhe dá as boas-vindas. As galerias de dinossauros são muito impressionantes e interessantes. Saber que você está olhando para um esqueleto com mais de 70 mil anos de idade é quase inacreditável. Mas há muito muito mais para se ver. A área de animais marinhos também é riquíssima! Há um esqueleto e uma réplica da baleia azul de dimensões inimagináveis, enormes, gigantescas! Os mamíferos empalhados também são bem bacanas, nunca imaginei que um urso polar fosse quase duas vezes maior que um urso pardo! E o feroz esqueleto do tigre-dente-de-sabre também está lá. Enfim, foi uma idéia ótima ter ido visitar o
Museu de História Natural de Londres. Adoramos!

Quando deixamos o museu, faltavam uma hora e meia para a nossa partida de volta para casa. Voltamos para a estação Waterloo,
andamos nas margens do Tâmisa, próximo ao London Eye. Tomamos um copão de chocolate quente (estava um dia congelante!) e pegamos o trem de volta. :o)