« M&M in Blyde River Canyon | Main | Artesanato Útil »

Blyde River

O passeio do final de semana foi muito bom!

Desde a escolha da pousada às paisagens magníficas.

A gente não percebe, mas Middelburg fica num altiplano de mais de dois mil metros de altura. E para chegar a região de Sabie, fomos descendo a serra. Só então é possível ver as montanhas. Engraçado ter que descer para ver as montanhas. A diferença no relevo é espantosa, as formações rochosas formam ondas e tudo parece macio.

Ficamos num dos chalés da pousada, lá tínhamos três camas, uma cozinha completa, banheiro, varanda com churrasqueira e uma lareira bem legal, que acendemos e dormimos com o barulhinho da lenha estourando.

Jantamos na pousada mesmo e para a nossa total alegria o restaurante tinha um menu predominantemente britânico! Meu prato foi um clássico bretão chamado Steak & Ale Pie, que é uma torta recheada de carne assada, cebolas e molho de cerveja Guinness, acompanhada de purê de batata. Bliss! Martin escolheu um Lamb Indian Curry, curry de cordeiro, de tanta vontade que ele estava de comer um prato indiano que ele tanto adora. Comemos bem, vou te falar. Estava tudo divino.

No dia seguinte, o café da manhã seguiu a boa qualidade também. Mr.M atacou um full house, ovos, bacon, salsicha, tomates, torradas, aquela coisa toda. E eu me esbaldei com Poached Eggs Benedict, que são ovos pochê delicadamente deitados sobre fatias bacon, folhas de espinafre e metades de muffins ingleses. E um tiquinho de molho holandês cobrindo. Café, suco e fruta também. Ainda bem que a gente tinha o dia todo para queimar as calorias!

A primeira atração do dia foi visitar o God’s Window. Eu esperava bem mais por causa do nome presunçoso e tal. Gostei de ver a imensidão do vale que se avista do alto, mas acho que já fiquei mais impressionada com as vistas da Serra da Bocaina, entre SP-MG-RJ. Vai ver era só a janela do Vosso quintal ou coisa assim.

Depois fomos à um lugar bem especial chamado Bourke’s Luck Pot Holes. Lá as rochas foram naturalmente escavadas pelo rio, formando esculturas magníficas, imagens de realmente impressionar. E as cachoeiras também são fantásticas, a espuma da água braquinha nas rochas absolutamente negras, lindas!

Em seguida visitamos o canyon em si, Blyde River Canyon. Imenso, as montanhas em curvas sinuosas, o rio plácido correndo sem pressa no vale, uma vista que dava vontade de ficar sentada o dia todo, só admirando, sem dizer nada, sem pensar nada.


Cada estação tem seus prós e contras. No inverno é mais fácil avistar animais porque a vegetação está seca, as árvores estão peladas. No entanto, as cachoeiras estão mais magras e o rio também está mais baixo. E não há tanto verde e flores decorando as montanhas. Mesmo assim, as paisagens que vimos foram muito impressionantes.

Depois do canyon começamos nosso caminho de volta. Foi cansativo, é preciso rodar bastante de carro para ver tudo. Mas foi um ótimo passeio para nós.

E como as imagens podem falar mais do que eu possa descrever, aqui vão algumas. Infelizmente não posso publicar muitas porque demora muito para fazer o upload, mesmo em baixa resolução, e meus créditos vão simbora. O horário que visitamos não era o melhor para se tirar fotos, a luz estava impedosa e a leve névoa da manhã de inverno ainda estava na superfície, atrapalhando a nitidez da imagem.

Eu sentada no parapeito da janela do Homi

GodsWindow.jpg


As rochas esculpidas de Bourke’s Luck Pot Holes

PotHoles.jpg
PotHoles2.jpg


Blyde River Canyon, o terceiro maior canyon do mundo

BlydeCanyon2.jpg


:o)


8 Comentários

Marcinha, que lindas essas fotos!!!! ADOREI!!! A que gostei mais foi a sua foto, claro. Lindo! Mas ia ficar angustiada de sentar-me tão perto da beirada... :c) Beijoca, queridoca. Tô com saudades.

Que liiiiindo esse lugar Marcinha!!!! :) As fotos estao bonitas sim, imagina!

Lindas as fotos, um visual maravilhoso. Depois quando vc puder não esqueça de colocar as outras.
Deve ser fascinante fazer um passeio como esse.
Curtam bastante. Abraços!!

^^Olá! Sou brasileira, tenho 16 anos. Irei participar de uma FESTA DAS NAÇÕES. E a minha parte, é sobre a Inglaterra. Será que você poderia me passar por e-mail(se possível fotos) algumas características dai, como por exemplo: fotos do estilo do povo daí, alguma tradição, vc teria músicas (no caso, golpel), danças, aahh, sei lá (risos). Estou meio perdida (meio não. Muuiito! =D). Então,...agradeço desde já! Ahh! Você tem MSN?!^^
Obrigada!
*=^.~=*®

Uau Márica que lindas as rochas esculpidas!!!!
beijinhos, Isa

Lindas fotos!!!

Fotos lindas de morrer!!!!!
Parabéns!

Sabe, Márcia, tem um lugar no Brasil parecido com Bourke’s Luck Pot Holes: o Vale da Lua, na Chapada dos Veadeiros. As pedras são assim, esculpidas. Muito parecido mesmo!

oi, marcinha
lindas as fotos!