« Ray Mears - Bushcraft and Beyond | Main | Chuvas de Outono »

The Superman

reevewelling.jpg

Triste, triste dia que amanheceu hoje com a tocante notícia da morte do ator Christopher Reeve.

Coincidentemente ontem a noite assistimos aqui em casa ao episódio de Sm@llville onde ele contracena com Tom Welling (foto acima) e brilhantemente explica para Clark Kent que se ele quiser respostas nunca vai encontrar tentando ler as estrelas porque as respostas estarão sempre dentro de si mesmo e só o tempo vai fazê-las aflorar. E depois do filme ficamos comentando sobre o ator, sobre a luta dele para beneficiar milhões de tetraplégicos no mundo, um projeto que foi vetado na justiça americana graças a George W. Bush. Mas muito antes do acidente que o deixou paralisado, Reeve já era ativista para dezenas de outras causas, entre elas a Anistia Internacional, na qual ele se prontificou a protestar contra o regime de Pinochet, no Chile, e mesmo sendo ameaçado de morte, levou em frente sua luta pelos direitos humanos.

Depois do acidente, seus esforços se concentraram para o desenvolvimento de pesquisas médicas sobre as injúrias da coluna cervical e sobre os reparos das funções neurológicas. Criou a Fundação Christopher Reeve de Paralisia e arrecadou fundos de diversas partes do mundo para melhorar a qualidade de vida dos que sofrem do mesmo problema. Segundo ele, é preciso que aguém não aceite sua condição, não aceite ser paralítico, para fazer as coisas mudarem, para exigir do governo e da medicina mais esforços. "Que esse alguém seja eu. Eu quero andar novamente".

Há dois anos ele recuperou os movimentos dos dedos dos pés e das mãos. Sinceramente, eu achava que ainda o veria avançando, recuperando e vencendo. Mas infelizmente, ele se foi aos 52 anos de idade. Não foi andando, mas voando, the superman.


6 Comentários

Nossa, ele morreu???? Geeeeente, eu nem sabia!!! Vou ler no jornal! Eu fui apaixonada por ele. Vi superman unas 11 vezes com minha avó, coitada, que tinha que aguentar sessões repetidas do filme tardes à fio... :c/

Fiquei triste. Também fui apaixonada por ele na minha juventude.

É, pra quem acredita em destino é um prato cheio.
Abraços!

bom, tem aquilo.
aceitar o que não pode ser mudado, lutar pra mudar o que pode ser mudado, ter sabedoria pra distinguir um do outro.
nem sempre é sábio cismar que ficou a fim de mudar o que não pode ser mudado.
só pensando, aqui.

Era um homem com um sonho. tenho certeza que a história dele influenciou muita gente. sou a favor do uso das células tronco (do cordão umbilical) e só fiquei sabendo mais sobre isso por acompanhar as notícias sobre ele.