« Food Phobia | Main | Os Mimos de Mary »

Diet Posts

Meus posts andam muito longos e grandes ultimamente. Então hoje teremos apenas aperitivos como prato principal.

quadrado_verde.gif Devo ser a única mais uma vez, mas adorei o Código DaVinci. Gostei mesmo, me divertiu deveras, os personagens foram bem construídos, a trama convincente e todas as teorias sobre Maria Madalena muito bem desenvolvidas. Gostei do final também, que deixou muitos decepcionados, mas eu gostei. E fiquei morrendo de vontade de visitar o Louvre.

quadrado_verde.gif Li no suplemento Body & Soul do jornal The Times uma coluna que dizia que com o decorrer das décadas, as mulheres passaram a se exigir demais para manter a casa em ordem, num masoquismo sem tamanho. E que o melhor mesmo era aprender com os homens a viver na bagunça. Então há alguns dias estou aprendendo com o moço que mora aqui que o melhor lugar para guardar suas roupas é mesmo o carpete.

quadrado_verde.gif Ontem Mr.M foi reconhecido na cerimônia anual da empresa pelo bom desempenho na África do Sul no ano passado e ganhou uma garrafa de champagne de verdade (nada de Cidra Cereser). Perguntei se a gente ia guardar a garrafa para abrir no Ano Novo e ele me respondeu: "that's crazy talk". Binge drinking aqui vamos nós.

quadrado_verde.gif Falando em África do Sul, eu também deveria ter recebido uma champagne e uma placa de honra ao mérito por todos os trash food e toffee sauces que fui obrigada a comer durante mais de 80 dias. Urgh, posso nem lembrar.

quadrado_verde.gif Instalamos persianas no studio e agora o sol não queima mais a mão dos nerds aqui quando estes usam o mouse.

quadrado_verde.gif Tsc. Acabei de carbonizar a tortinha de legumes que estava esquentando no microondas. Malditas programações inúteis. O forno tem um botãozinho "pastry" e pela primeira vez usei, programei o peso e deixei a tortinha congelada lá. Em dois minutos senti um cheiro de carvão e a torta estava completamente torrada. Tsc. Pelo menos não disparou o alarme de incêndio outro vez.

quadrado_verde.gif Se um dia tiver um incêndio aqui no apartamento nenhum vizinho vai vir me acudir porque vão pensar "ihhh, é aquela louca do segundo andar de novo", de tanto que esse alarme de incêndio dispara. E eu vou ser encontrada duas semanas depois, carbonizada com minhas pantufas de coelhos nos pés. :o(


15 Comentários

1) eu também gostei muito do Código daVinci! Na minha humilde opinião ;) ele está para a literatura como Indiana Jones pro cinema: é cinemão! Foi escrito para ser um best-seller, fala de um assunto misterioso e plausível, os capítulos são curtos e terminam em gancho (fórmula aprovadésima de folhetim), não há palavras complicadas, então todo mundo se acha inteligente pq o danado é um livrão grosso, há uma batalha entre o bem e o mal... diversão garantida ou seu dinheiro de volta. e mais do que isso é pedir demais.

parabéns pro moço que ganhou champanhe e pra minha coelhinha assada :P

Marcilda,
adorei o Código, morri de pena da tortinha e de orgulho de Mr.M.

e tb quero champanheeeeeeeeee!
:))))
beijos!!!

1 - Adorei o Código da Vinci, morri de vontade de ver o Louvre depois disso e no final fui.
Leia tb Anjos e Demônios se puder, e terá vontade de visitar Roma.

2 - Roupas no carpete? Perfeito! Poltronas também são excelentes pra isso! :o)

3 - Não vai ter incêndio nenhum aí: você já sabe que não se pode confiar nem nos botõezinhos. E tem mais: Caso haja um fogo, os coelhos das suas pantufas sentirão o perigo e TCHIBUM! Levarão você pra fora, sã e salva!

Beijo lindinha!

Olá Marcia, conheci seu blog at´ravés de uma amiga que mostrou o post sobre sua perda no ano passado, coincidentemente passei por algo parecido na mesma época e senti da mesma forma a dor forte do vazio. Não sei se você teve outro bebê depois disso, só vim aqui no post atual comentar que gostei muito de você, da sua sensibilidade e dos seus textos, voltarei novamente!!!
Ah, também adorei o Código DaVinci!

Marcinha
concordo, você também deveria ter ganhado champagne por ter ido junto com Mr. M pra África. A gente estoura uma em sua homenagem quando fizermos o próximo churrasco (com muita farofa) aqui em casa.
Adorei o Código da Vinci, mas não consegui ler todo Anjos e Demônios, achei chatinho...

Só a 'sombra' dos coelhinhos! eheheh Também adorei o Código da Vinci :O)

os homens só são bagunceiros porque as mulheres andam atrás deles arrumando tudo.

amei o post, como sempre.
beijos!

Marcinha, quando vier ao Brasil faça um curso intensivo de bagunça e desarrumação - nível avançado - , com a minha filha Isabela e contra ataque!
Ela é phd, pós-doutorada no assunto, Mr. M certamente vai pedir arrego.

Olá Marcia, também gostei do Código da Vinci (e considerando a quantidade de livros vendidos, acredito que não só eu como toda a torcida do Flamengo - hihihi). Li o livro e fui acompanhando pelas fotos no site do Dan Brown, assim como outros sites, do Louvre inclusive. Foi o mesmo com Anjos e Demônios, achei até um site com fotos de um grupo de americanos que haviam lido o livro, e estavam visitando todos os pontos importantes!!!
É claro que não é uma grande obra literária, mas achei bem divertido!! Tanto que dei de presente para minha mãe, neste dia das mães o novo livro dele "Fortaleza Digital" (eu sei, eu sei... dar presente com segundas intenções - poder ler depois - é MUITO feio).
Adorei saber das suas pantufas de coelhos... de certa forma isso me lembrou do Garfield (lembra das pantufas do Jon?)
tudo de bom pra vc!! *Ü*

Oi Marcinha,

Também gostei do livro Código da Vinci, achei muito bem tramado e envolvente.
Morri de rir da sua torta carbonizada... ta´mbém vivo apanhando do meu microondas por aqui.
Que bom que ganharam uma Champagne!!! Aproveitem!!
Beijinhos, Isabella

“Num momento dê férias pro seu cérebro, também eu andei lendo o pipocão do momento: The Da Vinci Code. Em inglês, que a idéia é dar férias pro meu cérebro, e não anestesia. O livro é um thriller bem montado, mas hollywoodiano DEMAIS, tão visual que tem horas que parece que você está lendo um roteiro de cinema. Muita influência do cinema americano no que ele tem de ruim, de pasteurizado, de clichêzão. E uma mistura grande demais de referências, é o legítimo samba do simbologista doido.
Ponto positivo do livro: ressuscitar a discussão sobre as antigas divindades femininas, sobre as Deusas pagãs, sobre o Eterno Feminino como manifestação da divindade. Não sei se os pontos levantados no livro são acurados, mas um dia darei notícia: está há cem anos na minha pilha de livros a ler uma obra do mestre Joseph Campbell sobre o tema, chamada Todos os Nomes da Deusa.
Anyways, quem quiser um policialzão pra ler na praia, vai ficar satisfeita com o blockbuster da vez”.

Márcia, achei seu blog por acaso com uma pesquisa no google a respeito das palmadinhas. Tomei a liberdade de levar seu post pra Lista de discussão de mães que eu participo, foi de grande ajuda viu? Não se preocupe que coloquei os créditos e um link.
Abraço
Ah! Tô lendo seu blog desde o início. Shiw

Carbonizada com as pantfufas de coelhos... e a garrafa de champagne ao lado ... hohoho... só vc mesmo :-D

Aqueles dias de Africa foram ótimos pra nós, que viajamos com vocês naqueles safaris e outras aventuras. Lia como se estivesse lá, foi muito legal.1

hohohoh, queridoca, acho o lance de viver na bagunca bem libertário, mas impossível aqui pra mim. Me diz até quando vocë suportou viver assim. Tô apostando que é um dia e meio. Acho que sou eu, e não você queridoca, que está errada no que diz respeito ao Codigo Da Vinci. Eu torci o nariz mas o mundo inteiro gostou. Então, sou eu quem está meio passé. Esse detector de incêndios inglës é muito sensível! Beijocas.