« Basic Mistake | Main | On Strike »

Eurovision - Eu também quero falar!

Hoje a maioria dos blogs europeus devem estar falando sobre a final do festival de música Eurovision, que aconteceu ontem. E eu também quero me incluir dentro desta! Espera eu!

A Grécia venceu, foi tudo bem divertido, até cantei com os moços da Noruega "you are the only one living in my fantasy...", na privacidade do meu lar, of course. Os comentários de Terry Wogan da BBC não foram tão engraçados como sempre são. No ano passado morri de rir, mas este ano ele estava de saco cheíssimo que ninguém ama nóis em UK.

A nação em si, como todo ano, também nem deve ter se ligado no festival. Ainda mais ontem que foi a final do Campeonato Inglês, com o classicão Manchester United x Arsenal (que aliás, Arsenal venceu nos pênaltis). Eurovision certamente não faz parte dos acontecimentos do ano para os britânicos.

O Reino Unido ocupou o esquecido antepenúltimo lugar, dividindo a lanterna com França e Alemanha, curiosamente, as grandes (ex)-potências européias. Como nas votações que decidem a competição cada país vota em seu vizinho mais próximo, o Reino Unido sambou bonito, porque além do mare britanicum que não vota, temos como vizinhos um país pão-duro (Irlanda) que deu 8 pontos quando poderiam ter dado 12 e também um vizinho invejoso e mal-educado (França) que não deu nenhum ponto. Agora, pergunta se a gente vai dar uma xícara de açúcar da próxima vez que eles precisarem?

Enfim, mesmo com essa política da boa vizinhança, o festival é divertido e ganha quem agrada o povo mesmo, no final das contas. Se a música é boa, já é outra história. Mas a gente torce, canta junto, dá gargalhadas com a grandma de Moldova e das perucas e calças de lycra da Noruega. A gente faz pipoca, fecha as cortinas deixando a luz clara das nove da noite lá fora. Depois que tudo acaba, inclusive a pipoca, a gente se dá conta que passaram-se três horas e quanta porcaria engolimos, inclusive na TV.

No ano que vem tem mais. Eba!

:o)


7 Comentários

Eu adorei a vovó da Moldávia também!!!! :c) E a coisa dos vizinhos que votam é a mais pura verdade. Os Noruegueses, desgracados, nos deram 1 ponto, olha vê se pode... Agora todos os jornais suecos dizem que o cantor que defendeu a música daqui estava aos prantos e pedia desculpas ao povo sueco pelo décimo-nono lugar... Eita ferro.

Este foi um alternativo? Que foi nos metros?

Hoje eu passei o dia inteiro ao efeito do eurovision cantarolando "Rime rime Ley lileylileyliley" (Turquia, minha favorita...rs) e "Com'on, com'on, com'on"... hohoho

Lembro qdo eu morava na Suica, e como tinha gente de todos os paises europeus, nos todos nos reuniamos em algum ape, eles todos traziam suas bandeirinhas dos respectivos paises, e a gente se divertia! Depois no final, a gente saia pelas ruas suicas cantando a musica vitoriosa, independente do pais a qual pertencia. Muito demais e morro de saudades dessa farra toda!

Beijos, Flavia

Foi a primeira vez que vi, achei engraçadinho mas não sei se veria de novo. A votação é longa e cansativa, e as músicas... Meo Deos. Só valeu pra rir MUITO dos modelitos das meninas (elas e eles, todos desconhecidos... E pensar que o ABBA já venceu uma edição, com "Waterloo"). Sobre a França votar na Inglaterra... Hahaha, muito teria me admirado é se os frogs votassem nos ingleses. Depois das lambadas tomadas nas guerras, eles adorariam ver os britânicos por último em qualquer coisa, até mesmo concurso de música brega. :) Beijoca,

Eu achei injusta a baixa colocacao da musica inglesa, a menina (cujo nome sempre me foge) e boa cantora, mas infelizmente estava com problemas na garganta. Nao me entusiasmei pela musica francesa e nem a alema, mas eram muuuito melhores do que muito lixo que ficou la em cima.
Agora a musica sueca, sorry mas aquilo merecia NUL points!
E olha Marcinha, ate que o povo aqui foi bonzinho em dar oito pontos, apesar dos irlandeses comprarem em lojas inglesas, assistirem TV inglesa, ouvirem musica inglesa, eles nao sao muito chegados aos ingleses nao! E uma relacao meio esquisita de amor e odio...bjs

Marcia xará,

Eurovision, para mim, é programa obrigatório. Eu adoro até mesmo a votação. Vai me dando uma agonia, um pânico e depois alegria... E as 3 horas voam.