« A Thousand Years in One Hundred Days | Main | Random thoughts »

Lo Bak Ko, the Turnip Cake

Para não dar a errada idéia de que aqui em Taiwan só tem comidas estranhas e rastejantes, apresento-lhes um dos pratos mais adorados em restaurantes de Dim Sum do mundo todo: Lo Bak Ko, o mais delicioso e delicado bolinho de nabo.

Comi pela primeira vez no restaurante que a Jo nos levou, mas nem sabia o que era, só sabia que tinha gostado bastante. A Jo havia dito o nome mas eu não tinha entendido e sequer sabia como soletrar em Chinês. Procurei e vasculhei toda a Internet e por dias não consegui encontrar. Mas finalmente minha busca foi recompensada e hoje sei o nome, a receita e título de eleitor do dito cujo.

A preparação dele é simples: nabo ralado misturado com farinha de arroz, caldo de cogumelos, de porco ou de camarão, temperos e tal. É cozido por uma hora no vapor até endurecer e depois de frio é cortado em quadradinhos e fritos na grelha. E o resto é história. Crocante por fora, muito cremoso por dentro, sabor bem suave, nem bem se sente o gosto do nabo, na verdade. Se você, leitor faminto, tiver a oportunidade de ir a um dos milhares restaurantes Dim Sum verdadeiros espalhados no mundo, não perca a chance de pedir uma porção de Lo Bak Ko. Este eu recomendo sem hesitar porque é o dim sum mais popular entre ocidentais e crianças.

Como eu não tenho instrumentos suficientes nesta minha micro-cozinha para fazer a receita, comprei um pacote de Lo Bak Ko no supermercado mesmo, pronto para fritar. Não é tão bom como os preparados na hora, mas ainda assim... mmmm!

IMG_3087.jpg

IMG_3092.jpg

IMG_3093.jpg

Oh sim, não fui eu quem comprou esse prato nessa cor horrorosa, pavorosa, que assusta qualquer comida. Preciso ir comprar pratos brancos urgentemente.


6 Comentários

Tudo de melhor na casinha nova. Continuo acompanhando suas aventuras e viajando com elas. Bj

Ai que vontade de provar!!!
Não troque a cor dos pratos... pelo contrário, compre de cores diversas... está lindo...
Sortuda!
Bjk.

Nossa, seus posts estão ótimos, parecem livros de culinária!

Uia! Vou procurar esse lo-ba-cô aqui no supermercado coreano. É bom saber, deve ser uma das milhares de coisas que tem lá no tal mercado que a gente não conhece e não tem como saber como é antes de comprar. Normalmente nem indicação do que é em inglês tem.

E o prato é legal, pelo menos para a foto... o contraste ficou bom. Prato branco é tão blã... :-)

Querida Márcia, desculpe a intimidade, é que ando lendo as coisas que você andou fazendo nos últimos anos, então parece que nos conhecemos. Admiro sua paciência de registar sua vida na tela do computador e acho que você escreve lindamente...
um dia desses me deparei com a vida escrita a mão e desde então sempre que tenho um tempo dou uma olhadinha.
foi legal lembrar da casa dos artistas, ler sobre sua luta pessoal, enfim sua história mostra que você é uma mulher vencedora, forte e principalmente feliz!!!
parabéns pela vida que você tem e que só você poderia ter, pois foi a que você escolheu.

beijos para a família M

Encontrei seu blog por acaso e agora não deixo de dar uma passada por aqui sempre que posso. Adoro suas aventuras e experiências. Já até testei uma receitinha sua, bolo de laranja, que está no meu blog! Pelo seu comentário, fiquei hiper curiosa de saber como é esse lo bak ko, vou testar sua receita um dia desses. Quanto ao seu prato azul, saiba que adorei, acho que pratos coloridos realçam mais ainda a comida. É claro que no dia-a-dia o bom e velho prato branco é imbatível mas pq não ousar de vez enquando?