« Speckle | Main | 2007 »

Our Christmas Do

Ok, chega de assuntos desastrosos.

Vou contar como foi nosso Natal. Martin trabalhou das sete às cinco, voltou pra casa com febre alta, tossindo, garganta pegando fogo. Jantamos sopa, ele foi dormir cheio de Paracetamol, eu assisti tevê e fui dormir em seguida. Tá, então esse Natal não conta.

Mas no sábado anterior, fizemos nossa festa de confraternização. Só entre nós aqui que estamos com contrato a longo termo. Foi bem bacana. Confraternização mesmo, no melhor sentido da palavra. Ao contrário daquelas festas forçadas das empresas, com discursos vazios, sorriso amarelos. Comemos bem, bebemos melhor ainda, demos risadas, brindamos várias vezes, por várias razões. Foi emocionante ver os colegas do Martin abraçando-o e dizendo "é um grande prazer trabalhar com você, Marty", sem estarem bêbados. Porque eles discutem todo dia, se desentendem, discordam um do outro, perdem a calma, brigam até por causa do chá que acabou e ninguém comprou. Mas no fundo, são competentes, pró-ativos, ninguém tem nada contra ninguém pessoalmente. E foi essa a essência da nossa festinha. Palavras sinceras, abraços, honestidade, nos sentimos tão bem!

Escolhemos o restaurante do hotel HiLai que costumávamos morar. Nós havíamos pesquisado antes e este era o que tinha o menu de Natal mais atraente. Além do que, os garçons já nos conhecem a um tempão, são sempre simpáticos e o lugar é agradável sem ser muito pomposo demais. Foi uma ótima escolha.

O primeiro curso foi de salmão norueguês marinado em dill, muito muito bom. Pãezinhos quentinhos assados na hora, irresistíveis. Eu estava faminta comi tudo e não tirei foto. O segundo curso foi de sopa de couve-flor com patê de fígado de ganso. Nhammm, cremosa, aveludada. Ainda estava faminta e comi tudo sem tirar foto outra vez. Rats.

Oh sim, a bebida, não esqueçamos. Ian, que é um gentleman, já havia organizado todas as bebidas e nos presenteou com uma garrafa de Moët & Chandon Brut Impèrial. Oh my good lord almighty! Que delícia, que coisa mais delicada, suave, elegante, fantástica. Fiquei apaixonadíssima. Amei, amei, amei. Pro resto do jantar foi servido um vinho branco um pouco maduro demais pro meu gosto, um leve cheiro de barril de carvalho. Ian disse que se eu quisesse poderia beber champagne com todos os cursos porque é uma ótima bebida que combina com tudo. E eu concordei e fui muito feliz. Mas meu vinho não foi desperdiçado, já que Mr.M se encarregou do sacrifício de esvaziar minha taça.


Enquanto esperávamos o próximo curso, uma grata surpresa. Um coral de meninas do primário entraram no restaurante e cantaram maravilhosamente afinadas várias canções de Natal. Terminaram desejando "Merry Christmas" com o melhor sorriso nos rostinhos. E eu fiquei com os olhos cheios d'água. Que graça.


O terceiro curso era salada de folhas verdes, nada especial, mas difícil de se ter em Taiwan. Chineses em geral gostam de verduras cozidas, quentinhas, saladas são raras. O quarto curso foi de scallops com molho de maracujá e cenoura ralada e frita por cima. Combinação ótima, scallops fritos na medida, molho delicado, texturas diferentes, mas o sous chef perdeu vários pontos por não ter limpado a borda do meu prato. O que custava passar um paninho, eh?


E finalmente o esperado prato principal: peru assado com molho de castanhas. A carne estava tenra e úmida, bem temperada. E o molho foi uma ótima surpresa, excelente combinação que agradou todo mundo. De sobremesa tivemos um triffle de morango e framboesas, com carinha do Papai Noel.


Falando nele, logo entrou um Papai Noel taiwanês restaurante adentro, com uma assistente balançando sinos de Natal, ho ho ho, aquela coisa. Eu pedi um Playstation 3 pro Santa Claus e tudo o que ele me trouxe foram essas balas de toffee. Passem a garrafa, sim? She's a boozer, she's a boozer.






5 Comentários

Que bom que apesar dos acontecimentos horriveis vcs tiveram um natal gostoso e com os amigos que fizeram por ai (que talvez so fossem conhecidos antes, mas qdo estao todos na mesma situacao ai ficamos mais proximos uns dos outros).

Ai ja deve ser dia 31, entao espero que tenha um 2007 com muita fe, esperanca, saude, joy, sem terremotos ou typhoons e que logo logo esteja de volta na sua adotada terrinha.

Marcia
Que bom que tudo está bem agora!
Um super Feliz Ano Novo, "Guten Rutsch ins neue Jahr" para voces.
Fiquem com Deus .
Um beijo da Alemanha,
Luciana.

A essa altura vocês já estão em 2007 (ou não? Taiwan deve seguir o ano chinês, né) mas fica aqui meus votos de um feliz 2007 com muita paz, saúde, amor, sucesso e SEM tremores! Essa celebração de Natal me pareceu muito bonita, o fato de todos estarem longe realmente cria laços mais fortes, eu acho. Bjs,

Mácia,
Essa confraternização foi muito legal, perfeita comemoração de Natal. Adoro o jeito como você descreve os pratos e bebidas e ao ver as fotos, nossa que vontade de comer, amo ver pratos delicadamente apresentados. Quando estamos longe da família temos a chance de nos aproximar-mos mais das pessoas com quem trabalhamos ou convivemos,mesmo que em um restaurante e assim sem barreiras vivermos o verdadeiro amor ao próximo como Jesus nos disse, isso não precisa ocorrer somente em catastrófes e sim nas pequenas ocasiões do dia a dia. Bjs.

Hummmmm, até o cheirinho da comida eu senti daqui!!!!!!

Legal! principalmente depois do chão tremer, né???

Beijos,
Te desejo muitas felicidades!

Andreia