« Homecoming | Main | Such Little Thing »

Seeking Home

Uff. Cansada é uma palavra que nem começa a descrever meu calamitoso estado físico, psíquico e alimentício. Continuamos com a nossa vida nômade e sem-teto durante essas semanas que se passaram. Voltamos para Bournemouth no domingo, onde finalmente tenho acesso novamente à vida cibernética (ainda se usa essa palavra ou obsoleta é meu segundo nome?) ainda que discada.

Finalmente deixamos o Hotel Meia-Boca para sempre. Encontramos um apartamento bacaninha para alugar e nos mudamos pra lá sem absolutamente nada a não ser nossas roupas, lençóis, edredon e toalhas da Primark, papel higiênico e duas canecas. Minha cunhada foi ao nosso resgate no dia seguinte a nossa mudança e nos providenciou duas panelas, uma faca afiada, um abridor de vinho. E assim sobrevivemos até agora.

Mas onde estamos? Pra onde fomos? Algumas dicas: Michael Palin. Joanne Harris. Advinhou? Full Monty. Não? Humm, vejamos. Revolução Industrial. Aço Inoxidável. Ainda não? Ok, eu conto então...

Estamos na cidade de Sheffield, berço de tudo isso aí do parágrafo acima. E Sheffield fica no estado de Yorkshire, região famosa pelo chá e bolo do mesmo nome, além de paisagens bucólicas de Peak District.

Ainda estou me familiarizando com o novo lugar. Minha primeira impressão foi boa e mesmo agora, depois de três semanas, acho que ainda gosto de lá. Muito mais do que gosto de Bournemouth. Mr.M morou em Sheffield por muitos anos, antes de se mudar pro sul, onde vivemos por seis anos. E mesmo pra ele está sendo também um período de adaptação, já que a cidade está em pleno processo de modernização. Sheffield foi um dos centros da Revolução Industrial na Inglaterra no final da era Medieval, com inúmeras indústrias de mineração e engenharia. Depois de muitas décadas, Sheffield sofreu um declínio intenso, quando muitas fábricas entraram em crise e fecharam suas portas. Hoje, grandes áreas onde antes existiam apenas ruínas dessas indústrias foram demolidas e no lugar surgiram vários complexos de apartamentos modernos, teatros, museus, parques e centros comerciais.

Moramos atualmente perto do centro, numa área cercada de vários campi da conceituada Universidade de Sheffield. Ao nosso redor temos a faculdade de medicina, psicologia, arqueologia e paleontologia, artes cênicas, além de muitas outras. Nossos vizinhos são, portanto, basicamente estudantes, um tanto barulhentos, mas com uma certa quantidade de massa cinzenta entre as orelhas. Além disso, à curta distância, temos o maior supermercado Waitrose da história do mundo dos Waitroses e também um tranqüilo jardim botânico.

Este porém, não deve ser o lugar em que vamos morar futuramente. O contrato de aluguel do novo apartamento é de seis meses e durante esse período estaremos à procura do novo lar dos M&M. Estamos pensando em algum lugar fora de Sheffield, alguma cidade menorzinha com mais vacas e ovelhas. Mas por hora, nossa atenção está voltada ao apartamento aqui de Bournemouth, que vai ser colocado à venda nesta semana. Em geral, na Inglaterra, imóveis no mercado precisam estar em excelente estado de conservação para serem anunciados no preço mais rentável possível. Não é uma exigência tão rigorosa quanto nos EUA, mas ainda assim precisamos deixar tudo em ótima apresentação. Então estamos afundados em pinturas, consertos, limpeza, arrumação e decoração.

Todas essas mudanças, todas essas viagens e todas essas coisas pra fazer e pra pensar têm sido bastante estressantes. Minimos detalhes, grandes detalhes, tudo isso afeta o sono, o ânimo, a vontade de viver, a fé em Gandalf the Grey. Não seria tão difícil se não precisássemos viajar por quatro horas a cada vez que a gente tem que ir e vir de Sheffield. Mas é preciso. Logo estaremos deixando este nosso primeiro apartamento, onde colocamos cada lâmina do piso com nossas próprias mãos, onde muitos planos e bolos foram feitos, onde copos e sonhos foram quebrados, tudo, tudo sob o mesmo teto. Esta deve ser a última semana que passaremos aqui e há tanto, tanto a se despedir. E nada, nada a responder.



22 Comentários

Olá Márcia,
te achei por acaso, sem querer...
Olha "minina" eu torço muito pôr vc e pelo Mr. M, td de bom!!! sempre!!!! Não nos deixe sem notícias...
Grande beijo.

"Cibernética" não sei se está obsoleta, mas conexão discada... isso sim. :-)

Seu último parágrafo sobre o deixar o primeiro apartamento me deixou rememorando. Será que o primeiro apartamento a gente nunca esquece?

Fiquei pensando no meu primeiro apartamento nos EUA, onde eu e a Lydia começamos mesmo a nossa vida aqui (antes disso teve 6 meses na casa dos tios dela, mas não conta). Mudamos para o apartamento também só com as nossas roupas, mais umas panelas, copos e pratos. Não tínhamos mobília nenhuma, nem cama, nem TV. Mas já tínhamos o nosso gato, que ainda está com a gente. :-)

Oi Marcinha,

Sheffield, nossa, nao esta assim tao longe de mim... Quer dizer, mais ou menos. Estamos morando em Lincoln (Lincolnshire), entao se estiverem a caminho de Bournemouth e quiserem dar uma parada, beber uma agua he, he. Sao bem vindos!

Beijos e boa sorte com o final dessa jornada e o comeco dessa outra!

Marcinha
Leio sempre o blog e fiquei muito feliz em ver que vc voltou a postar...
Desejo que o seu novo lar seja muito, mas muito acolhedor, grande o bastante pra caber toda a felicidade que vcs merecem!
Beijos de uma expat, que mora em Frankfurt há 10 meses.

Sheffield?..jamais imaginei que um dia fossemos morar tao pertinho,nos moramos perto de Leeds que fica a uns 30 minutos de Sheffield .Comecei a ler seu blog a 5 anos qdo fui pedida em casamento por um maravilhoso Ingles na epoca moravamos em San Francisco depois ele foi transferido pra florida e la nos casamos e moramos ate dezembro de 2005 e entao ele teve que retornar para England e aqui estamos desde entao,moramos em uma pequena Vila chamada Cullingworth fica do ladinho de Haworth,a Vila em que cresceram as irmas Emily Brontë e Charlotte Brontë duas grandes escritoras Inglesas vc ja deve ter lido o classico da literatura inglesa "O morro dos ventos uivantes"(Wuthering Heights).Venha conhecer Haworth e se vc e Mr.M quizerem conhecer um casal um tanto timidos(so' no inicio)mais simpaticos,sera uma grande alegria pra mim.Meu esposo tbem cresceu aos redores do Lake District como Mr.M ele e toda a familia sao de Barrow-in-Furness ali do lado do Lake e sempre estamos indo pra la.Te desejo tudo de lindo em seu novo lar.Grande beijo.

Márcia,
Conexão discada...hotel Grand Hi-Lai...improvisos ...Como vocês são aventureiros! Curta as mudanças, elas farão parte das boas lembranças. Beijos a vocês, Angela

ALÔ,Marcinha,olha,estou acompanhando seus relatos com muita curiosidade. Espero
que os escritos estejam atualizados.Meu nome é jorginho da hora,sou cartunista,Baiano,de Salvador e tenho um blog de humor grafico muito divertido:bostamcity.blogspot.com Quando quiser se divertir um pouco é só acessar.Gostei do seu blog,vou divulga-lo entre os amigos.Umabraço.

como desterrada, nòmade, expatriada que também sou, gosto de seguir sua història.
:)

MARAVILHOSO!!! Levei 3 semanas, mas consegui ler td q vc escreveu, cada relato, história, viagem, receita. Fiquei encantada. Parabéns pela maneira linda q vc faz "A Vida Escrita à mão"

Oi Marcia,
Como a Edi, acompanho seu blog ha anos e tambem pq, como ela, fui pedida em casamento por um ingles super lindo. Sheffield nao fica taaao longe de Liverpool, onde moro. Nao nos conhecemos, mas eh legal saber que esta por esses lados de cima. Boa sorte com sua mudanca e torco para que tudo de certo. Beijao!

Oi Marcia, nao te conheco, mas preciso te dizer uma coisa. Estava procurando uma receita de salada de chuchu e cai no seu bog... adorei, Sabe, tambem moro na Inglaterra ja ha 7 anos a achei chuchu no mercado hoje (adoro) so que nao sabia fazer, agora ja sei e adorei todos aqueles comentarios sobre chuchu enfim... como chuchu de qualquer forma, voces ja tentaram o souflet e fantastico mas nao sei a receita. Boa sorte em Yorkshire. Abracos Murilo

Márcia, apesar de todo o cansaço e aventuras, fico feliz por você voltar a postar, mesmo discado, mesmo com um espaço de tempo maior. Que Jesus abençõe o novo lar de vocês. bjs.

Querida amiga...
Que alívio ver vcs já na velha e úmida UK. Imagino a loucura afinal mudança é sempre uma novela grega, com todos os dramas possíveis. Mas tomara que vcs se acertem logo. Vou ficar torcendo. Estou bem depois de 2 meses de um verdadeiro inferno (literalmente pondo tudo para fora). Quando for possível, mandem notícias...Beijos

Que bom que voltastes a postar! Sempre acompanho teu blog.
Mila

Oi Márcia! Xeretando o blog da Yara (Uia) encontrei seu blog. Gostei tanto que estou lendo desde o comecinho, se é que me permite.
É uma delícia ler tudo o que vc coloca... fantástico! Parece que embarcamos numa história junto com você!

Espero que continue escrevendo para que eu possa viajar junto...rs

Beijocas

Marcinha,
há mto tempo não visito seu blog, pois agora estou sem vida "cibernética". Tenho acesso à internet mto de vz em qndo e sempre sem tempo de ler tudo o que gostaria.
Eis que recentemente (leia-se mês passado) me deu uma saudade das suas histórias e eu voltei a acompanhá-las. Li os últimos três posts se não me engano e estou, como não poderia deixar de ser, torcendo por vc e Mr. M.
Beijos

P.S.: Ano que vem eu e minha familia estaremos de mudança tb. Espero que dê tudo certo pra todos nós!

Olá Márcia!!!!!

Nossa seu blog é muito legal, gostaria de ter mais informaçoes sobre os macarrons....Estou desempregada e vi nesse magnigicos doces uma opção de renda extra.
Então como faço pra ter contado com vc,email, msn qualquer coisa...please
meu email e msn é janajms@hotmail.com
Aguardo contato.
Bjss
Jana Banana

Marcilda, feliz em te ler! Vinha aqui vez em quando e sentia tanto a falta de notícias... Espero, de coração, que vocês sejam muito felizes, independente do lugar. ;)
Um grande beijo!

Querida Marcia,
leio seu Blog ha algum tempo. Adoro suas historias, suas receitas... e foi exatamente procurando uma que acabei encontrando-o.
Ontem postei seu endereco em uma comunidade do Orkut, para verem como vc faz macarrons. E surpresa maior foi sua irma Debora postar em seguida identificando-se como sua irma. Puxa! Como o mundo e pequeno.
Desejo muita luz em seu caminho e que vc possa sorrir sempre.
Fique com Deus.

olá marcia...

encontrei o seu site, pq andava a pesquisar sobre tinnitus...algo que padeço há já quase 1 ano.
devo dizer que de tudo o que li vejo que vc é uma pessoa com muita força e alegre.
mas tem mesmo que ser assim... bola pra frente...

bjs

Oi Marcia!

Foi por a caso que entrei no seu Blog, eu estava meio de tedio ontem,pois o dia estava daqueles "cinza"e chuvoso!!, peguei meu laptop e cliquei no meu proprio nome e ai fucando aqui e ali dei de cara com alguns comentarios de seus leitores bla bla...
Achei interessante e comecei a ler e ao mesmo tempo comentar com o marido a respeito, interrompendo a toda hora o pobrezinho que estava assistindo ao futebol,oh well...
Enfim quero dizer que achei lindo e me identifiquei de montao porque como voce, sai do Brasil para vir morar na Inglaterra depois de romanticamente ter sido pedida em casamento. Meu marido e Ingles da regiao de Kent, onde moramos.

Oi Marcinha!

Entrei no seu blog por a caso,achei otimo. Me identifiquei muito, moro em Kent com eu marido que tambem e Ingles.
Nao nos deixe sem noticias!!
Um beijo xx.