« Meet Stumpy and the Mean Sparrowhawk | Main | The Near and the Dear Ones »

The Way it Crumbles

Uma das coisas, entre muitas, que aprendi a gostar morando nesta terra congelada foi o prazer de saborear uma sobremesa quentinha. Sobremesas quentes têm um inexplicável efeito reconfortante que me acolhe nas noites frias, nos dias de chuvas e nas tardes nubladas. E não me refiro ao tempo.

E ingleses são naturalmente grandes experts em fazer excelentes sobremesas quentes: bread and butter pudding, custard pie, sticky toffee pudding, rhubarb pie, tudo regado com o melhor custard, também aquecido, que puder cair em suas mãos.

Nos dias de inverno, adoro assar os crumbles, que são sobremesas ultra-simples, feitas com qualquer fruta que estiver pela sua cozinha pulando com o bracinho estendido e gritando "eu, escolhe eu, eu aqui, eu eu!".

Crumbles foram criados na Inglaterra durante a Segunda Guerra Mundial, quando o racionamento de alimentos não permitia ninguém a sequer sonhar com sobremesas sofisticadas, quanto mais uma torta de frutas. A solução era então usar uma pequena quantidade de manteiga, farinha e açúcar e fazer uma farofa para cobrir uma porção de frutas (geralmente maçãs, que são abundantes aqui) e levar ao forno. O resultado é uma sobremesa facílima de fazer, cheia de sabor e textura.

Para mim, crumble tem que ter a maçã como fruta principal. Se outras frutas quiserem se juntar à festa podem ficar à vontade, se não, só a maçã já faz o espetáculo sozinha.

A receita que eu sempre faço é adaptada da revista delicious (o link tem a receita original).

Classic Apple Crumble

Crumble:
80g de manteiga gelada
80g de açúcar demerara (ou use o que você tiver)
125g de farinha com fermento (se não tiver, use a normal, não é pra crescer mesmo)

Misture tudo num processador, modo pulsar, até virar uma farofa.
Adicione:
3 colheres de sopa de aveias em flocos
Especiarias do seu gosto: canela, cravo, gengibre em pó, noz moscada. (eu uso só canela e uma pitada de cravo em pó)
Misture, reserve.

Recheio:
500g de maçãs descascadas e cortadas em cubinhos
Canela em pó
3 colheres de sopa de açúcar

Misture tudo, coloque o recheiro num refratário, cubra-o com o crumble e asse por 40 minutos, em 200ºC ou até ficar douradinho. Sirva com custard ou sorvete de baunilha.

Variações: infinitas. No crumble você pode acrescentar coco, nozes, sementes, granola, chocolate. E o recheio pode ser com peras, rhubarb, banana, nectarinas, ameixas, pêssegos. Mas o gostinho tradicional é mesmo com as maçãs. E quando combinadas com berries, framboesas, blueberries, blackberries, morangos, a receita dá um salto de elegância porque as frutinhas explodem e borbulham na superfície e dão um colorido irresistível.

Este da foto eu fiz com maçãs e abóboras porque tinha que usar abóboras da cesta orgânica. Tive que cozinhar os cubinhos de abóbora numa panela com manteiga e açúcar, antes de juntar às maçãs, ao crumble e levar ao forno. Servida com uma generosa porção de custard do Waitrose, cheio de pedacinhos das sementes da baunilha.



4 Comentários

Utilizarei a receita!

Não sou muito talentosa na cozinha, por isso uma receita simples me anima.

Adoro crumble! E sua foto ficou apetitosa!

Beijo!

Que foto linda !
Nem parece algo assim tao simples...
porem parece meeessssmoo estar muito delicioso.

bjs

Marcinha, nao comento mais aqui como antigamente, mas vim aqui e me deparei com essa receita, guess what we are having for our christmas dessert??? he, he. Jah fiz crumble de pessegos que ficou otimo, mas tenho um monte de macas aqui em casa que devem ser usadas e esse vai ser o fim delas :-)

Obrigada!

xx