« Meet the Song Thrush | Main | First Blossoms »

Red Nose Day

De todos os eventos de caridade que acontecem neste reino, o único que eu adoro é o Comic Relief. O evento, que também é conhecido como Red Nose Day (porque você pode comprar o nariz de palhaço e ajudar a causa) é bienal e foi criado em 1985 por Richard Curtis, escritor de muitos filmes, entre eles Quatro Casamentos e Um Funeral.

Durante o mês do Comic Relief, vários comediantes britânicos se reúnem para fazer quadros cômicos exclusivos e paródias de shows populares para arrecadar fundos para crianças desamparadas na Africa e no Reino Unido. Um deleite para quem curte (e entende) o humor britânico.

Ontem foi a vez de parodiar o programa The Apprentice, com Sir Alan Sugar, algumas celebridades e comediantes. O mais engraçado foi o delicioso comediante mau-humorado Jack Dee falando pro Sir Alan: "eu gostaria que o senhor demitisse o cara que conta as cadeiras aqui no boardroom porque tem sempre alguém de pé e sem água". Tee-heee...

Mas o melhor de todos os sketches feitos para o Comic Relief, na minha opinião, foi o de Ricky Gervais e Stephen Merchant, em 2007. Genius:

Apesar do evento durar o várias semanas, hoje é a grande noite em que os melhores sketches vão ao ar pela BBC, depois das nove da noite que é o horário que pode falar palavrão e ficar pelado na BBC. É uma boa sessão pipoca mesmo quando não é o melhor e eu adoro dar risada.

Pickles the bear, apoiando o Red Nose Day


4 Comentários | Deixe um comentário

Sr. Pickles ficou lindo, amei :P

toda vez que eu escuto falar de red nose day lembro da porcaria do mcfly e da gravação de you've got a friend deles.

É o meu favorito também.

Adorei ler o seu blog. Foi como ler um bom livro, desses que a gente não quer parar de ler, devora rapidinho e fica até triste quando acaba. Moro no Reino Unido há vários anos, vim acompanhando meu marido (também um engenheiro “viajante”), e tive a minha versão (não tão diferente assim) de vários choques culturais descritos no seu blog.
Que seus sonhos se realizem, os invejosos lhe deixem em paz, e você continue escrevendo, sempre.

Deixe um comentário