« Death by Ice Cream | Main | Tea, Cake and Broken Hearts »

Water & Compost





Apesar da aparência, este é um canto do jardim que gosto muito. É aqui que coletamos a água da chuva que desce pela calha e também é onde faço nosso próprio composto pro jardim.

Lembro muito bem que desde muito tempo atrás, quando não se falava em aquecimento global, minha mãe sempre armazenou água da chuva com vários baldes e containers diversos que ela tinha em mãos. E usava essa mesma água para lavar o quintal, a garagem, o "banheiro" das minhas cachorras, regar as plantas. A água coletada jamais ficava parada, obviamente, e aos poucos fui aprendendo o quão gratificante é colher a água das nuvens.

A água que sai das nossas torneiras, é tratada, filtrada, fluorada e cara, que não deve e não pode ser desperdiçada. E com o tanto de chuva que cai neste país, seria no mínimo indigno não colher toda essa água fresca e gratuita.

Todos esses containers estavam aqui quando nos mudamos. Estavam quase jogados, sujos, sem uso. Re-montei a caixa de composto, lavei bem os reservatórios de água, instalamos torneirinha e conectores novos. Hoje tudo funciona muito bem.

Adoro regar o jardim com o regador. Nunca uso a mangueira. Gosto de carregar o regador, despejar a água em forma de chuva. É como meditar, quase. As plantas adoram porque a água da chuva é ácida e faz bem pro solo, mais do que a da torneira.

Quando a água dos meus reservatórios se esgota fico ansiando pela chuva. É uma satisfação ir checar depois do temporal e ver que temos água até a boca outra vez, tudo grátis. Estamos planejando instalar mais dois reservatórios porque esses dois que temos enchem muito rapidamente e ainda sinto que há muito sendo desperdiçado. E preciso encontrar uma tampa grande para o reservatório preto. Normalmente eu coloco madeiras para tampar e evitar que animais caiam acidentalmente dentro dele, mas quero algo que feche totalmente e impeça que pernilongos se engracem no meu jardim.

Sobre o composto, ainda estou aprendendo a fazer. Coloco grama cortada, cascas e legumes crus, cascas de ovos, café, chá, folhas de árvores, papelão, galhos, plantas secas, frutas passadas, terra. É impressionante a quantidade de "restos" da cozinha que pode virar composto ao invés de ir pro lixão. Basicamente tudo que não seja cozido serve para ir pro composto. De vez em quando coloco umas minhocas grandes que cavo do solo para tentar acelerar o processo. Acho que está funcionando, veremos daqui alguns meses. Queria ter também um wormery, que é um sistema de fazer composto líquido com a ajuda de umas minhocas amigas bacaníssima. Ultimamente tenho me simpatizado bastante com esses invertebrados que servem de refeição pros pássaros, nutrem meu solo, fazem adubo da melhor qualidade. E não pedem nada em retorno. How nice of them.

Note to self: uma coisa que me escapou das sinapses neurais e que bobeei fenomenalmente foi não ter colhido aquela neve toda que caiu no inverno. Como não é comum termos muita neve na Inglaterra, eu demorei para associar a idéia "neve = água". Poderia ter enchido muitos containers, mas ao invés disso, fiquei só assistindo a neve derreter e ir embora, sem guardar nada.



9 Comentários | Deixe um comentário

Muito legal!

Mas como funciona esse negócio do composto? Você vai juntando tudo lá e espera um tempo até ficar bom? Quanto tempo leva?

E a chuva... precisa chamar um técnico, sei lá, alguém mais entendido pra ensinar a recolher essa água?

Gostei muito mesmo, vou levar essas idéias pra minha casa!

Leticia, aqui tem um vídeo que ensina como instalar um reservatório de coleta de água da chuva: how to install a waterbutt. O composto pode demorar de 6 meses a um ano para ficar pronto, até que tudo se decomponha. Depende de vários fatores.

Água da chuva eu também coleto e adoro, bem melhor para as plantas mesmo, além de ser gratuita. Hoje meus reservatórios devem estar transbordando, já que a chuva já dura dois dias. Queria era ter um piscinão pra não desperdiçar nem gotinha dessa água. Já composto eu morro de vontade de fazer, mas também MORRO de preguiça de esperar e medo de feder e encher de bichos, por mais que garantam que, se a gente fizer certo, isso não acontece.

Excelente idéia! Minha obaasan faz isso há décadas e ainda tem a sorte de contar com lençol de água no quintal de casa! Mas o poço anda meio abandonado pois em SP tem chovido muito. :)

Obrigada, Márcia!
Vou passar lá. ;-p

Olá Márcia, vejo que você é uma pessoa que gosta de escrever e com certeza gosta de ler também.
Amei seu blog e gostaria que você conhecesse o meu http://adoracaosemlimitesmariangela.blogspot.com/
Bjs...Deus te abençoe!!

Cada vez eu gosto mais daqui!

Aproveito para te perguntar se você já publicou alguma receita ou aulinha de inglês falando dos trifles, os pavês multicamadas.

Bjs,
Socorro Acioli

La' em Cork no's temos compost faz um tempinho. Tudo, absolutamente tudo, vai parar la'. O Merlin cuida direitinho e os resultados sao otimos. :)

Escrevi sobre o seu blog no meu blog...

Você algum dia tinha imaginado na vida ter minhocas como melhores amigas de infancia? rs

Também adoro regar minha jardineira com o regador bem alto, como se estivesse chovendo sobre as plantas... aí a vizinha de baixo reclama que tá caindo água no vidro dela e a fantasia acaba ali.

beijo

Deixe um comentário