« From Above | Main | Old York »

My Winter Gear

Este post não tem a intenção de ser um guia, uma vez que neste meus muitos anos acumulados tenho aprendido às duras penas que "tudo que sei é que nada sei".


Depois de muitos invernos batendo os dentes e ficando azul, finalmente acredito que nos dois últimos invernos estive confortável porque que tenho usado as roupas e os acessórios adequados pro inverno britânico. Não comprei tudo de uma vez, mind you, cada peça foi comprada aos pouquinhos de acordo com a lâmpada que acendia na cabeça. E isso levou uns bons oito anos.

Em meus primeiros invernos nesta terra esquecida pela sol usava minhas roupas do Brasil, que se resumiam em blusas de lã, algodão e um casaquinho. Jamais foram suficientes para enfrentar temperaturas negativas, com geada, vento e chuva ao mesmo tempo. Eu mal podia ficar poucos minutos fora de casa que passava frio e ficava emburrada (ainda fico se passo muito frio ou muita fome, mind you).

Minha irmã, que então morava no Japão, me enviou gentilmente vários casacos de lã e de nylon mais quentinhos e realmente me ajudaram imensamente por algum tempo. Mas ainda assim eu precisava usar muitas blusas por baixo.

O pai do Martin foi o primeiro a sugerir minha mudança de vestimenta: "você precisa de thermals", ele me disse um dia na casa deles que não tem aquecimento central. Thermals são roupas fininhas de uma malha ultra-macia que você usa por baixo das roupas normais. Geralmente são vendidas nas áreas de lingerie das lojas de departamento; existem modelos masculinos e femininos. Na Inglaterra, é bem comum e barato comprar os thermals no Marks & Spencer e foram lá que comprei meu primeiro par.

Então minha vida mudou. Como ficam quase colados no corpo, eles mantém o calor mas sem incomodar. E são discretos para não aparecer por baixo da sua roupa normal. Mas eu sei que falando assim, você leitor já está lembrando da sua tia velha com as ceroulas encardidas. De fato, o princípio é o mesmo. Porém, se você quiser se distanciar da idéia de "roupa da terceira idade", há uma outra opção chamada baselayers, que são thermals voltados para esportistas e montanhistas, disponíveis em lojas de esporte "outdoor". A qualidade e tecnologia envolvida são superiores e, portanto, são mais caros. Mas valem a pena, são excelentes e ao invés de se sentir uma tia velha (o que sou, na verdade), você se sente um atleta olímpico:


O próximo passo foi encontrar um casaco. Na Inglaterra chove. Muito. E você precisa sair na chuva inevitavelmente. E provavelmente sem guarda-chuvas por causa dos ventos. Comprei um bom casaco a prova d'agua e com forro de fleece quando estávamos na África do Sul. Usei por muitos anos e me mantinha aquecida e seca. Porém era pesado. Em caminhadas que demoravam horas, eu chegava em casa morrendo de dores nos ombros e emburrada (provavelmente com fome também). O mesmo acontecia com sobretudos de lã, muito peso e sem proteção contra chuvas.

Nas viagens à Lake District, fui apresentada aos Down Jackets, que são casacos feitos de penas de gansos. Jamais vi nenhum ganso tremendo de frio e provei um. Oh my good lord almighty. Pesa próximo a nada e aquece imediatamente. E é fofo, macio, confortável, delicioso e quentinho. Nunca mais olhei pra trás. Encontrei Jesus e ele é um ganso. O meu é um daqueles que você fica parecendo um boneco Michelin, mas há outros modelos diferentes, em que você fica parecendo uma lagarta:


Na verdade não importa porque como a maioria dos Down Jackets não são à prova d'água, é preciso usar também um outro casaco por cima, os waterproof jackets. Se tiver Gore-tex, excelente, se não há vários sprays pra repelir a água, que funcionam bem também. Há alguns casacos em que o capuz gira com a sua cabeça o que é excelente para atravessar a rua, por exemplo. Os dois casacos juntos (down + waterpoof) não pesam nem um terço do que o meu antigo casaco pesava.


Há ainda os Down Jackets à prova d'agua, geralmente são o topo da linha e portanto, mais caros:

Nas pernas, eu geralmente uso o thermal e calça jeans ou calça de caminhada que é mais flexivel. Porém, assim como o casaco, é crucial ter uma camada à prova d'água. Acredite, não é nada agradável arrastar um jeans enxarcado de chuva, pesado e gelado num dia de frio cortante. Emburração na certa. Mas a salvação está próxima e é barata. São os overtrousers ou rainpants, calças de nylon seladas, que depois de usadas podem ser dobradas e colocadas na bolsa (geralmente são vendidas com uma bolsinha).


Algo que aprendi desde o ano passado é que a neve é linda e tal, mas que com o tempo vira um lamaçal desgramento, cheio de barro, óleo e xixi de cachorro. E que gruda na sua calça. Recentemente adquiri os gaiters, para proteger a barra da calça se eu não estiver usando o overtrouser. É um item essencial também para quem mora na roça, como nós, onde a lama impera. Depois de usado basta colocar na máquina de lavar e seca rapidinho.


O que nos leva finalmente à questão dos calçados. Geralmente boas meias de caminhada e um bom sapato confortável bastam. Porém, em casos extremos em que temos gelo e neve, um bom solado é crucial. Pense num pneu careca no gelo. É preciso um solado com vincos profundos para não escorregar. Lojas outdoor decentes têm sempre rampas e diferentes superfícies para você testar o solado quando estiver provando botas de caminhada. Eu havia testado um par, comprado e levado pra casa. Fiquei com ela o dia todo (andando no carpete) mas não estava contente. Voltei à loja, testei mais algumas e finalmente encontrei uma que serviu bem e troquei. Hoje é meu calçado mais fiel em tempos de chuva, barro, gelo e neve. E longas caminhadas.

Acessórios como luvas, chapéus e cachecóis, são escolhas pessoais, mas não menos essenciais. A perda de calor pela cabeça e colar são grandes, algo que só aprendi aqui na Inglaterra. Manter a cabeça aquecida faz uma enorme diferença. No momento estou a procura de um chapéu ideal. Ainda não encontrei. Como uso os aparelhos auditivos (que não são mais pinks há muitos anos, mudei pra uns mais modernos, que agora são brancos), gorros muito apertados machucam e provocam microfonia. Minha mãe tricotou um pra mim, bem macio e colorido e tem me ajudado bastante. :-)

Ah sim, vale lembrar que toda essa indumentária é para enfrentar o frio lá fora por algumas horas. Dentro de casa, restaurantes, lojas e afins há aquecimento central e a temperatura é agradável. Nosso aquecimento dentro de casa está programado para 19ºC, então mesmo em casa visto uma blusa. As mais confortáveis pra mim são as de fleece, já que o contato direto com a lã, angorá ou cashmere me dão alergia.

Se me cabe dar apenas uma dica aqui: eu tenho 1m56 e sou basicamente petite, calçando size 3 (34 no Brasil). Com essas dimensões, encontro calçados e roupas em tamanho juvenis, voltado para adolescentes. Então quase tudo relacionado acima comprei na área "kids", pagando menos da metade do preço adulto e sem VAT porque vestimentas infanto-juvenis são livres de impostos. E também aproveito para comprar roupas de inverno perto da primavera, quando as lojas estão loucas para se livrar do estoque de inverno. No ano passado comprei um casaco waterproof com 50% de desconto.

Enfim... se você estiver apenas visitando países com climas parecido com os Inglaterra por alguns dias, muito provavelmente vai ficar super bem com as roupas que trouxer, sem precisar comprar nada a mais. Como mencionei no começo, isto não deve servir de guia. São apenas itens que funcionaram comigo, talvez não sirvam pra mais ninguém. Mas, se como eu, você estiver enfrentando um clima miserável dia após dia, mês após mês, décadas após décadas, ter alguns desses itens é a diferença entre viver confortável ou eternamente emburrada.




:o)


23 Comentários

Achei o posto sensacional.

Só não acho que você seja uma tia velha...mas acho que você talvez tenha falado brincando, então tudo bem.

Beijos,
Amanda

"Encontrei Jesus e ele é um ganso."

LOL! :-)

Eu também demorei para aprender a me vestir apropriadamente para o inverno, fui aprender mesmo só depois que virei ferrador e comecei a ter que trabalhar outdoors no inverno.

O segredo são as camadas de roupa, não a grossura. Como aqui não chove tanto assim, no inverno eu normalmente visto na parte de cima: uma camiseta, um base layer como esses que você tem, uma malha fina com gola tipo turtleneck (não dá para usar cachecol), um agasalho médio tipo um fleece e uma jaqueta por cima de tudo.

Na parte de baixo são biker shorts, o base layer e calça jeans.

Nos pés são duas meias soquete ou um liner sock e meia soquete e botas à prova d'água um número maior que o tamanho normal para o meu pé. Este último é um detalhe importante porque permite que se forme uma camada de ar entre o pé e a bota, e ar é um ótimo isolante termico. Botas apertadas esfriam os seus pés rapidinho.

Além disso tem os gorros, que como você disse são essenciais. Posso sugerir este aqui para você? :-)

http://www.beardhead.com/bunny.html

MauroHaaahaha, adorei o gorro! E parece bem quentinho, protege as orelhas e metade do rosto, ótimo. E você tem razão sobre as camadas, são essenciais, principalmente se começar a esquentar, daí você pode ir se "descascando" também.

Fantastico! Você é demais mesmo, muitissimo obrigada, que ajuda!
Com seis anos de USA estava ainda no segundo item; voce facilita, enfeita e delicia nossas vidas!...
l o v e

Márcia, vc escreve muito bem, leva a gente pelo que vc tah contando fácil fácil, sabe? Adoro isso!
Suas dicas foram ótimas! Eu tenho um casacão/sobretudo de um material leve, que me mantem aquecida e eh a prova dagua, mas não sei se eh esse que vc disse, não. Tb não sei qual eh pq quem comprou foi minhha mãe ha uns anos atras.
O que mais gostei foi mesmo a dica das thermals para quem quer parecer um atleta olimpico! Tenho aquelas de "tia velha", mas as mangas estão curtas e o cós eh muuuuito alto, o que incomoda.
Definitivamente vou seguir sua dica!
Beijos

Credo quanta roupa! Aquia gente tá andando quase sem roupa por causa do calor insuportável!!!

Beijos

Márcia

hahahaha... a-do-rei o post! Nossa, me diverti demais!

E olha, mesmo que não tenha tido a pretensão, certamente você ajudou... nada como a experiência de quem já passou por perrengues para lançar luz sobre a vida de pessoas emburradas! Maridos, namorados, amigos e espelhos de lugares úmidos e gelados agradecem!=)

Em tempo: como moro em BH, não tenho elementos para falar sobre a situação do meu humor no frio. Mas posso garantir que, se estou com fome, aiaiai, sai de baixo!!! Se estou com sono, também. São duas situações-limite!

Faço votos de um inverno bem seco e quentinho pra você! =)

"encontrei jesus" e se o seu é um ganso o meu tem 156 cm e se chama márcia!
Moro há 2 anos e meio no japão, e aqui tá um gelo tamanho que ultimamente até fico feliz qdo a temperatura chega aos 4 graus e tbm fico muito emburrada com o frio.
para trabalhar tenho usado uma blusa de malha e gola com uma de lã por cima, outra de malha em cima da de lã e um moleton em cima de tudo, pq as mais grossas são difíceis para realizar movimentos e no trabalho tenho que pegar peças, abaixar levantar e tals. Vou urgentemente procurar os thermals acho que vai ser minha salvação. nos pés tenho usado meia calça, e uma meia mega grossa que parece de pelúcia, mas mesmo assim meus pés congelam e eu tenho usado palmilhas que esquentam e as vezes uso uns adesivos de colar nas roupas e que esquentam tbm. Touca tbm ainda não achei a ideal. Sei que não pode ser de lã pq deixa passar o vento e com vento nas orelhas eu fico muito emburrada. Sinto frio no nariz e me dá coriza qdo o ar está muito gelado então eu tbm uso máscara. Morro de dor nas mãos mas nem tem como usar luvas por causa do serviço, mas fora de lá vivo com elas cobertas ou com luvas ou no bolso. Dou Graças porque aqui não chove tanto, e é realmente de causar gde mau humor qdo além do frio temos que enfrentar a chuva.
Esta semana vi na loja um creme que esquenta se vc passar nas mãos e pés, mas ainda não testei. Qualquer coisa depois eu te digo.
Desejo a vc um inverno mais agradável e menos sofrido.
Muito obrigada!
Beijocas, te adoro :)
Abraços ao Martin.

Querida Márcia, vc novamente muito criativa em seus posts. Amei as dicas, tinha visto o casado de plumas, mais achei que era lorotas*, vou comprar um, depois te conto. Manda um abraço pro Martin!!! BJo amiga.

Muito interessante, principalmente pra quem mora ou pretende morar nesses países com clima digamos "ingrato". Adorei as dicas. Eu moro na França há quase 10 anos e realmente no início a gente não sabe mesmo se vestir, como vestir, o que vestir...Se eu tivesse lido seu post há 10 anos com certeza teria evitado muitos dias de gripe, espirros intermináveis, nariz entupido, tosse, dor de garganta, pescoço desprotegido, pés molhados e congelados na chuva e muito muito mau humor...Você fala as coisas de uma forma tão divertida e convincente que dá até vontade de comprar e testar todos esses produtos (talvez você devesse se candidatar a um cargo de garota propaganda pra essas marcas de roupas de inverno!). Fiquei feliz também em saber que não sou a única pessoa nesse mundo que fica emburrada quando está com frio e com fome, ufa! :o) Adorei o snoopy todo coloridamente empacotado! é realmente um prazer ler tudo o que você escreve aqui. obrigada. Merci beaucoup!

Hahaha, também adorei o gorro de barba! Compraria um preto, para combinar com as madeixas. :D

Eu sou da turma das treme-treme. Tenho que admitir que, se tiver que vestir tudo isso para sair, a preguiça me vence e eu fico em casa. Por sorte Jersey é um *pouco* mais quente do que Yorkshire, mas os ventos marítimos aqui são killer. Outro dia passei uns 20 minutos na rua e voltei pra casa com o maxilar congelado (sabe quando você vai ao dentista e o efeito da anestesia demora a passar? Pois é). A minha sorte é que, traumatizada com o verão carioca, eu gosto de sentir frio. A cara fica dura, mas o coração dá pulinhos de alegria.

Aqui é no máximo termals + gola rulê de lã + jaqueta comum e jeans. Whatever the weather. :(

Acho que meio sortuda por ter sido sempre calorenta, até que resisto bem o frio daqui, mas com certeza o mais importante pra mim são as botinhas de enfrentar a neve e o gelo (pra não escorregar) e um guarda-chuva na bolsa, de resto blusa de lã e uma jaqueta fofinha me resolve, hehe.

Oi Márcia,
Isso me lembrou a temporada que passei na serra gaúcha aqui no Brasil. O primeiro inverno foi um horror, passei um frio absurdo. Até que achei, além de um lençol térmico maravilhoso pra conseguir dormir, um casaco desses de pluma de ganso que acabou com todo o meu problema de frio! O paramento certo é mesmo fundamental, pena que ninguém explica pra gente logo que chega no lugar! Mas isso também faz parte do charme das novas aventuras, né não? rsrssrs Bjs.

Sensacional...:)
E a gente fritando aqui nos trópicos....
Beijos aos dois

Hohoho, quando fui passar o Natal em NY encontrei Jesus em formato de ceroulas térmicas: elas realmente funcionam! Tem blusa também, comprei um conjunto.

Gorros de lã e cachecóis realmente são ótimos, agradeci todos os dias a minha mãe que me ensinou a tricotar. Porém luvas de tricô não funcionam, o frio passa pelos buraquinhos. Porém descobri uma coisa muito boa, deve ter aí também são luvas de um material chamado Thinsulate: parece um feltro, é super leve e esqueeeenta! As minhas comprei em um camelô e custaram uns 5 dólares.

Beijos pra vocês!

Estou divulgando meu novo blog
www.gastronomiaefotografia.blogspot.com

Atenciosamente
Tatiana Campêlo

Olá Marcia, encontrei seu blog por acaso , e de tão lindas as fotos e lindas frases, estou aqui a quase duas horas lendo seus posts.
Moro em Londrina no Paraná, e fiquei fascinada por sua escrita e por sua historia.
depois de me apaixonar por seu blog, comecei a lê-lo desde 2001, terminei Dezembro de 2001 agora, é emocionante.
Dei uma bisbilhotada em outros anos, a perda de seu bebezinho, a reforma de sua casa,é fantástico uma pessoa tão cheia de vida, e que saiba contar seu dia a dia com tanta emoção.é um livro de realidades.Um ótimo livro se se ler.

Que Deus ilumine todos os seus dias, e a todos nós.
Acaba de ganhar uma nova leitora, para acompanhar a sua aventura.

Um abraço. Gabrielly. 29 anos Londrina.Paraná.Nosso Brazil.beijos

Eu não te culpo por você não ter aprendido a se vestir direito nos primeiros anos de Inglaterra, pois inglês têm uma sensação térmica bem diferente da nossa e a maioria não se agasalha como nós. Em Londres a mulherada adora aqueles casaquinhos de lã, que são muito chiques mas não esquentam adequadamente com chuva e molham. Só descobri o gansinho na Holanda. Meu casaco é de down mas à prova de água, assim só uso um, um pulôver, blusa de baixo e pronto! As Thermals esportivas descobri quando fui esquiar há uns 10 anos atrás, e as tenho usado desde então. North Face é uma ótima marca.

Oi MARCIA, TDO BEM C VC?
ENTREI EM SEU BLOG PORQUE BUSCAVA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE A ESCRITORA BEATRICE POTTER. AMEI SEU BLOG. QUE DELICIA!!!ADORARIA MUDAR DE VIDA, SAIR DAQUI DO BRASIL. NÃO QUE EU NÃO GOSTE DO MEU PAÍS, MAS ADORARIA EXPERIMENTAR NOVOS ARES!!!
QUAL É O SEU E.MAIL?
TUDO DE BOM AI P VC. VOU VIR SEMPRE AQUI.
BJ
VIVIANE

Marcinha, querida, a minha experiencia foi muito parecida com a sua. O clima de Roma é bem mais suportavel do que aquele ingles, mas nos meus primeiros anos aqui Alfredo dizia que eu nao sabia distinguir roupas e sapatos de inverno daqueles de meia estaçao. O casaco de pena de ganso tb foi uma d eminhas ultimas compras na liquidaçao de inverno e minha vida tb mudou para sempre! :-)
Bjs,
ane

Apenas para dizer que já estou sentindo falta dos seus posts...não devo ser a única. Espero que você não tenha congelado nesse frio.hehehe. Mas acho que não, com todo esse equipamento...beijos!

Olá, Márcia!
Cheguei aqui pela indicação de uma pessoa querida, a Cinara (Nany), que mora aí nesta terra maravilhosa e indicou-me seu blog para mostrar-me as fotos da neve.
Incríveis todas elas, mas ao ler suas "histórias", virei fã! Acabo de morrer de rir lendo "encontrei Jesus e ele era um ganso"! Por isso resolvi comentar.
Curioso como o resto dos brasileiros passa tantas dificuldades aí por causa do clima! Eu sou gaúcha, nosso clima aqui não é muito diferente, a intensidade do frio se iguala, apenas temos um período menor de Inverno. As roupas que você indica são comuns para nós aqui. Suas 'thermals' são para nós "segunda pele". por baixo do jeans, usamos meias-calça de lã ou de malha de algodão fininha, dependendo da temperatura. Sapatos sempre precisam ter o solado antiderrapante e serem mais altos, pois senão o pé congela. E ninguém em sã consciência deixa de ter pelo menos três parkas (equivalentes aos seus casacos de ganso, leves, impermeáveis e quentes) no guarda-roupas! e muitas básicas de lã, toucas, chapéus, luvas e cachecóis!Esse é o típico Inverno gaúcho.
Coragem ao resto dos brasileiros!
Amei o blog realmente! Parabéns pelos belos e simples relatos de vida.
Um abraço!
Andréia.

Oi Márcia! Apesar de você não ter a intenção de dar dicas pode ter certeza que vai ajudar muito. Moro no Brasil, mas viajo com alguma freqüência, portanto, é bom "comprar certo" para não ficar adquirindo um item praticamente inútil a cada viagem. Valeu! Beijos.

Tudo bem? Saudades profundas de seus posts. Fãs anônimos ansiosos aguardam no Brasil. beijos.