« Heartwarming | Main | Nothing Says Spring Better Than... »

The Hallé Orchestra

Para celebrar o aniversário de Mr.M que é hoje, decidimos de última hora ir assistir a orquestra sinfônica The Hallé, no Sheffield City Hall, no sábado. Essa orquestra é a mais antiga do Reino Unido (e a quarta mais antiga do mundo), fundada em 1858 por Charles Hallé.

O programa da noite incluiu:

Wagner Lohengrin Preludes to Acts I and III
Mozart Oboe Concerto
Tchaikovsky Symphony No.4

Romance melancólico (Wagner), entusiasmo bucólico com ovelhas saltitantes (Mozart) e drama oh-my-god-drama, mais drama, heart-attack-drama (Tchaikovsky).

Nossos assentos não eram dos melhores, na verdade eram um dos últimos lugares para a noite de lotação esgotada: bem na frente do palco, atrás do maestro, o bonitão Nikolaj Znaider:





Estávamos tão próximos do palco que se o maestro caísse para trás cairia no meu colo. Porém não temam, já que tal queda acidental não aconteceu (no such luck).

E para nossa surpresa, adoramos a experiência de estarmos tão, tão próximos da orquestra. A acústica estava excelente, mas mais que isso, pudemos vivenciar o intenso esforço físico de cada músico, a expressão no rosto, a concentração nos olhos ora na partitura, ora no regente. A respiração, os movimentos do corpo, a postura impecável. E a coreografia precisa dos dedos, dos arcos, do ar sendo soprado, dos tambores retumbando.

Pra mim, um dos pontos mais interessantes de estar com o nariz no palco foi ter visto os fios dos arcos dos violinos e dos cellos arrebentando-se durante os frenéticos movimentos, que não faltam quando se trata de Mozart e Tchaikovsky. A concertmaster teve dois fios do arco arrebentados e o primeiro violinista teve quatro! Você está ali assistindo ao violinista e de repente pling!!! O arco ganha um fio longo dançando no ar, junto com o movimento. Na primeira oportunidade o violinista discretamente arranca o fio metido a celebridade e continua tocando.

Porém, fio metido nenhum tira o espetáculo do maestro. Nikolaj Znaider é considerado um dos maiores violinistas da atualidade que recentemente se transformou num aclamado maestro. Cheio de carisma, ele sorri para cada um dos músicos, olha nos olhos de cada um que rege e demonstra toda emoção possível em seus gestos, trazendo toda a orquestra numa certa harmonia que mesmo completos leigos como eu conseguem perceber que se trata de um grande maestro.

No final os aplausos foram infinitos, o maestro voltou para agradecê-los por três vezes!

Enfim foi uma noite memorável. Não era a primeira vez que havia assistido a uma orquestra, amo Mozart e já havia assistido a outros concertos e algumas óperas. Toda vez que estou ali na platéia em meio a toda aquela profusão magnífica de sons sinto-me privilegiada de ainda ter audição suficiente para me encantar com esses momentos tão preciosos.

O melhor de tudo foi ver Mr.M feliz da vida, adorando cada minuto e depois comentando detalhes por dias e dias.

Happy Birthday, my love. ♥


13 Comentários | Deixe um comentário

Parabéns a vocês! Saúde, amor, paz e união.

Ei Marcia.
Eu sou uma leitora antiga do seu blog e apesar de raramente comentar, não deixo de visitar.
Sorry por estar comentando nesse post quando assunto é outro, mas não queria correr o risco que vc não visse meu comentário.
Eu adorei o seu post "Half a day in pictures" e usei a mesma idéia para um post no meu blog. No post está escrito de onde eu tirei a idéia e o link do "A vida escrita a mão", mas queria te avisar de qq forma pq não seria educado da minha parte deixar você um dia esbarrar com um post baseado no seu próprio, sem ter nenhuma idéia sobre o mesmo.
Um abraço,
Fernanda.


Fernanda, fique a vontade, a idéia do A Day in Pictures não é minha, muitos blogs fazem, eu também emprestei a idéia. Gostei do seu.

Parabéns ao Mr M! Que belo presente, assistir uma orquestra. Ainda crio coragem e vou ver o André Rieu mesmo, hehehe!
Sobre o outro post, não sei se sabe mas moro agora em Berlim, e a Ferrero Rocher é alemã, mas não me lembro de ter visto ovo deles aqui, porém ao contrario da Inglaterra, tem ovo com papel brilhante aqui, mil coelhinhos de chocolate, e Lindt é barato!

Marcia, não sabia que você está em Berlim! E com Lindt barato? Heaven on earth!

A primeira coisa boa que considero de ter nos primeiros dois anos na Alemanha foi assistir a Ópera Don Giovanni e ignorante que era no assunto nunca havia prestado atenção que há uma orquestra ao vivo.Foi mesmo o máximo!
Há muito tempo atrás vc falou sobre seus aparelhos auditivos e agora comentou sobre ainda ter audição... Ficaria contente se algum dia vc quisesse fazer um post sobre isso, pois estou fazendo uma especialização em Psicopedagogia e alguns clientes sao deficientes auditivos e como é uma escola logosófica para todo tipo de deficientes sempre há um défzit intelectual ou lesão cerebral mais séria que impede-os de descrever precisamente suas percepções. Sei que é um assunto extremamente particular, mas se algum dia vc publicar ficarei contente.


Jocélia, farei um post algum dia... não é lá muito fácil para mim.

Ah, errei o nome da escola:
É antroposófica, ou seja Waldorf Schule.

Oi Márcia

Parabéns ao Mr. M. Muitas felicidades para os dois.
Eu amo múusica clássica...um dia eu irei conhecer a Sala São Paulo, que tem uma das melhores acústicas do mundo.

beijos

Apenas para dizer Feliz aniversario, atrasadissimo,a Mr.M (ou Monsieur M). Tudo de bom, e principalmente varios outros momentos assim na vida de vocês! Fiquei babando nesse maestro Nikolaj Znaider, nossasenhora!!!, Até me arrependi de ter abandonado as aulas de musica, hehe! :-)

Carolina, eu sou muito phina então não comentei que estava na verdade de frente para a derriere do maestrão...

Felicitações de aniversário ao seu amado e parabéns a você também, que divide cultura e romantismo com os leitores (ASSÍDUOS) de seu blog. Você é encantadora, Marcia.

Que sorte essa garota tem!!hahaha. So para dizer que hoje "dei de cara" com aquele "meu esquilinho", tenho tentado colocar em pratica o que você me falou mas faço tudo errado, acho que fico muito emocionada, hehe. E sério! e esse esquilinho é um selvagem também! Mas ainda chego la! (desculpe a falta dos acentos, ainda nao acertei coloca-los no mac).

Parabéns para Mr.M, muita saúde, paz, amor e felicidades.
Beijos

Olá Marcinha,

Parabéns (mesmo que atrasado) ao seu amado Mr.M, nossa!!! fico imaginando vocês na orquestra, acho lindo sou apaixonada por música clássica, em casa tenho o Cd da Carmina Burana! (Lembra Marcinha, indicação sua, quando contou a estória do professor que te emprestou o encarte)Esses dias comprei pela Submarino um CD com as 100 melhores composições de música clássica, tem uma linda que eu gosto muito, Concerto de Aranjuez e Mio Babino Caro são lindas.

Felicidades para vcs!

Oi Marcia,

Desculpe-me a intromissão. Preciso de uma dica. É possível algum brasileiro sediado aí, enviar camisas de banda para o Brasil por via postal? Apropósito já ouviu Nessum Dorma com a banda Manowar?
Muito obrigado
Paulo Roberto

Prazer em conhecê-la, Márcia! Acabei de entrar em contato com um texto seu que fala de uma apresentação do grande Morrisey e fiquei impressionado com a qualidade de seu texto. Sou um jornalista e tenho um olhar bastante técnico, mas fiquei encantado com seus argumentos e impressões, que me causaram empatia e admiração. Sou apaixonado pelos Smiths, sabe?! Já coloquei o endereço de seu site entre meus favoritos. Parabéns, de novo! Continue nos agraciando com suas palavras inspirados! Um abraço!

Deixe um comentário