« The game, Mrs Hudson, is ON | Main | Slow to Bloom »

Bad oranges and recycled candles

No final de semana anterior a esse que passou foi o aniversário de Mr.M e também Dia das Mães. Meu pai e a minha sogra passaram por cirurgias naquela mesma semana e, apesar de tudo ter corrido bem com dois, não fizemos nenhuma celebração por aqui. Já estávamos satisfeitos que ambas as cirurgias foram bem-sucedidas.

Eu ganhei um cartãozinho desenhado pelas próprias mãos de Miss S. Pedi para ela explicar o desenho e ela esclareceu:

"This is Daddy. He's sad because he ate a bad orange and a bad banana."
("Este é o Daddy. Ele está triste porque comeu uma laranja podre e uma banana passada.")





Oh dear! Então compramos um bolo de chocolate, laranjas e bananas frescas. Não tínhamos velas, mas Miss S resolveu o problema e colocou as velas dos seus poucos aniversários anteriores no bolo.





Apesar de Mr.M ter feito 10 anos mais do que as velas do bolo mostravam, ninguém notou a diferença. Happy Birthday, dear Martin.





No jardim, duas novas convidadas chegaram. Amelanchier Grandiflora Robin Hill, que chegou já medindo 2 metros. Ela dá flores rosadas na primavera, frutos comestíveis (parecidos com blueberries) no verão e folhas vermelhas no outono. Too good to be true. Como ela veio do sul, já está toda bela e florida, enquanto que as árvores de toda região continuam peladas.





A outra é mais uma árvore frutífera, Greengage Oullins Gage, uma fruta tradicional do outono aqui, que só recentemente comecei a apreciar. Bem parecida com a ameixa, mas as frutas são verdes, levemente amareladas quando maduras, bem docinhas. Nossa árvore é "minarette", bem pequena para ser cultivada em vaso. Não sei quanto tempo vai levar para dar frutos, já que essa espécie Oullins Gage é meio lenta.





Mas quando derem vão ser assim:





Espero que ambas decidam ficar por aqui.


6 Comentários | Deixe um comentário

Beijo no Martin! Fala que eu não daria nem 31 pra ele! ahahaha - essa Sophie é uma fofa, cuidando do bem-estar estomacal do daddy dela. Bjs querida.

Parabéns pro seu marido!
E que fofa a sua filhinha, Marcia!

Sabe, quando a Miss S era bem pequenininha eu achava que ela era bem parecida com vc, provavelmente por causa dos olhos puxadinhos; mas agora, não tem jeito, ela é a cara do Mr M!

P.S.: ontem à noite eu vi uma propaganda do Waitrose, aquela em que o menino começa a cuidar de uma horta e colhe uma cenourinha, e lembrei de vcs :)

Parabéns para Mr.M.Felicidades a toda familia e boa recuperação aos que recém operaram,saúde a todos.
As arvores com certeza ficarão e florescerão e darão frutos.
Realmente Miss S se parece muito com o pai,da mãe ela tem um leve toque no olhar.o que faz dela uma menina linda!

Happy birthday, Martin! 31... ;-)

(Adorei as tulipinhas!) Parabéns pelas novas visitas do quintal.

Beijocas
Rita

Marcia, fazia um tempão que não aparecia por aqui. Vi sua linda filha - uma japinha inglesa loira né? se desenvolvendo rápido! E vc. sempre com um texto delicioso!! Um abração. Felicidades à todos!

Lendo o comentário de sua amiga Rita, tenho que e contar que ler seu post sobre Contos do Poente me fez entrar em contato com ela e adquirir 2 exemplares: um para mim, claro,e outro para uma amiga querida e a Rita, gentilmente, colocou uma dedicatória. Ela é uma graça de pessoa, não é? Bom, agora estou esperando o lançamento no Brasil do The Goldfinch, também graças a seus comentários. Creio que já te disseram que você leva jeito prá isso, não é?
Um abraço

---
Aww Patricia, que bacana que você encontrou a Rita pelo meu blog. Ela é uma graça sim, uma doçura de pessoa, além de excelente contadora de histórias. Espero que você (e sua amiga) tenha(m) gostado da minha recomendação. The Goldfinch é viciante; o final é controverso, muita gente se decepciona, mas eu amei pela jornada que o livro me levou em suas mais de 700 páginas.

Deixe um comentário