« Never Forget | Main | Garden Hopefuls »

June comes to a close

Junho chegou ao fim. Não posso dizer que sentirei falta deste mês. Ever. Apesar de alguns momentos bons (fomos pra praia em Bamburgh novamente, completei 41 anos, Miss S completou 3 e 1/2, fez muito sol), minha mente, porém, esteve distante, desconcentrada, decentralizada, half a world away.

O jardim está uma abundância de caos, seis das seis plantas de pepino morreram por conta das lemas dentro do solo, que comeram as raízes. Comprei uma variedade de ervilhas que cresce muito alta, então a fraca estrutura que eu havia feito desmoronou; as plantas continuam vivas, dobradas no meio, e as ervilhas estão crescendo. Vagens, asters e marigolds foram devoradas pelas lesmas também. Feijões estão crescendo bem devagar por falta de regar. Berinjelas decidiram não crescer mais. Cerejeira pegou scabs. Macieira tem só três frutos.

Há campanhas por todo país pedindo para plantarmos flores silvestres para alimentar as abelhas. As vezes me pergunto se vale o meu esfoço quando meus vizinhos têm jardins três vezes maiores que o meu (e com grama mais verde também). Mas quando vejo as abelhas nas minhas flores sempre reafirmo que se elas não precisassem do meu jardim não estariam aqui. E este ano, uma comunidade de bumblebees fez ninho em uma das casas de passarinho que temos. Muitas, muitas delas, entravam e saíam o dia todo. Agora foram todas embora, de repente.

Não tenho tirado fotos. Talvez por isso também não tenho postado aqui. Meio sem sentido porque isto aqui nunca foi um poço de fotos decentes. Mas ultimamente eu só escrevia quando tinha algo para mostrar. O que nem sempre é fiel ao momento ou à realidade. Uma abertura na lente faz tudo parecer perfeito. Ervas daninhas e desordem ficam desfocadas, quase inexistentes dentro da projeção na cabeça de quem lê.

Tenho escrito offline sobre absolutamente nada. Eu não sei, talvez nunca soube escrever uma história com começo, conflito e fim. Eu não consigo imaginar plots elaborados. Talvez saiba escrever, mas não saiba contar uma história. Writer, not storyteller. Eu escrevo diálogos enormes e meus personagens não sabem pra onde vão.



tumblr_ltvxg5vvoq1qfesb6o1_1280.gif

Mas continuo, como Snoopy continuou, embora nunca tenha saído do parágrafo "it was a dark and stormy night".

Enfim, que Junho se encerre deixando pra trás as tempestades e que Julho chegue com novos dias melhores.


11 Comentários | Deixe um comentário

Venha para Cornwall, em Hayle, Marcinha! Venha passear por aqui. Temos um quarto de casal de hóspedes, com banheiro. Tenho uma filhinha de 2 anos e 8 meses e moramos a 100m da praia. Não posso falar no nosso jardim - não tenho dedos verdes... Só artrite mas mãos!! E o nosso pé de feijão, após contar a estória pra pequena, está aqui dentro, enorme, enchendo de casa de mosquitos!! O convite fica aqui. Vocês 3 são mais que bem vindos aqui, a qualquer hora! (Se não quiserem, tem uns self catering flats essa um b & b aqui em lado! Beijo e se segura, aí! Julho já tá aí!! X X

Escreves sim com todo início, meio e fim... para além de deixar-me sempre com alguma brisa filosófica assoprando na mente... isto é boa literatura e, quem escreve bem, escreve sobre o nada... parabéns

Que venha julho, então. (Se eu fosse abelha, iria escolher o seu jardim.)

Beijos

Também tentei fazer uma horta orgânica em meu pequeno quintal, que foi quase totalmente devorada pelas lesmas e pulgões.

Também gosto de plantas e flores e me deliciava com as fotos de sua pequena estufa e das aventuras de sua pequena filha. Durante várias tardes de tédio e dias cinzentos aqui em SP, suas fotos e seus textos foram minha distração.

Há dias bons e dias ruins...

Espero que seu julho seja maravilhoso!

Abraços,
Alê

amem...
tb fiz 41 em junho. dia 26. parabens pra nós, mesmo que seja assim meio meh. :)

Hello Marcinha

I am not going to deny it is nice to see pictures you post about your adventures in England.

As I said before I think you write really well. Have you thought about having a private diary where you tell your own stories?

I was missing your posts a bit. I thought you wouldn't write anymore. But hey here you are.

Hope you continue to write here as it is nice to visit your blog as always.

If you need a friend you have my email.

Regi

Espero que seu julho seja cheio de sol e essas lesmas horrorosas sumam e os dias nhé também.
Abração

Eu amo tudo o que foi,
Tudo o que já não é,
A dor que já me não dói,
A antiga e errônea fé,
O ontem que dor deixou,
O que deixou alegria
Só porque foi, e voou
E hoje é já outro dia.

Fernando Pessoa, 1931

Ô, Márcia!! Não tem o que pague essas demonstrações de carinho! Que legal. Você é muito querida. E esses versos de Fernando Pessoa?? Bola prá cima!! Abraços

Ana, obrigada pelo seu gentil convite e por todo o carinho! Um grande beijo, I'm hanging in there.

Marcia, suas páginas são cheias de verdade... Até o fato de nem tudo ser perfeito! There's beauty in brokenness...

Deixe um comentário