« Leaning into Fall | Main | Magical Santa »

Joy of the Season

































Miss S já está no segundo Advent Calendar deste ano. O primeiro ela abriu para esperar o comprido mês de Novembro passar e agora está no segundo, propriamente, na espera do dia 25 chegar. É uma longa espera para uma menina de quase quatro anos de idade.

Mas a ansiedade nem é pelo presente, já que até o momento ela não quis pedir nada. Ela quer que o Papai Noel venha visitar, escreveu a cartinha, mas não pediu nada específico. A expectativa maior é mesmo pela festa, pela preparação da véspera, pela família reunida, pelo bolo, pelos cartões na janela, pela cantoria de Happy Birthday pra ela, só pra ela. Isso tudo -- ah aí sim -- ela não vê a hora de ter.

Eu gosto desta época em que estamos exatamente agora. De assistir à empolgação dela, de responder às perguntas sobre a vela ("eu vou ter vela no bolo? eu vou poder soprar sozinha?"), de ouvir as musiquinhas de Natal aprendidas na escola, das artes com quantidades extra de glitter e estrelas. Já decoramos nossa porta com guirlanda, nossa prateleira com tinsel. Já temos uma árvore de Natal, que Mr.M foi comprar assim que acordou num sábado, às 6 da manhã. Às 6h20 ele estava de volta com um pinheiro natural (ahhh o perfume do pinheiro natural...). Eu e Miss S acordamos e vimos a árvore de Natal nos esperando no conservatory. Miss S ficou tão surpresa que disse que o Papai Noel é que havia trazido especialmente pra nós enquanto dormíamos e pulou, pulou, pulou de alegria. Não tivemos coragem de contar a saga da alvorada do pai dela.

Agora não temos muito a fazer a não ser esperar a data comendo mince pies, bebericando Red Mulled Wine (em qual outra época do ano você pergunta "shall we microwave our wine?"), ouvindo Let it Snow, Let it Snow, escrevendo um cartão por vez. Logo chega a hora de fazer as malas e toda a correria da ceia e da festa de aniversário vão tomar nosso tempo. Mas por hora os presentes estão embrulhados e escondidos; os dias estão bem curtos e bem frios, com previsão de neve. Ao contrário das crianças de quatro anos que querem apressar o calendário, esse período de espera pelo dia 25 é o meu momento secreto favorito. Minha época favorita, desde 2010.

It's the most wonderful time of the year, indeed.


6 Comentários | Deixe um comentário

Deu pra sentir daqui o perfume do pinheiro natural...

Um dos meus momentos secretos favoritos é esse período de espera entre um post e outro. :)

Lindo dezembro pra vocês!

Ah, suas fotos estão cada vez melhores!

Bjos!

Esse clima de Natal é mesmo uma delícia, ainda mais quando tem criança envolvida. Parece que os preparativos ficam mais gostosos, né? Que vocês tenham uma linda noite de Natal!

Natal com criança é outro departamento. Não tem comparação! Agora Natal com criança que é ela mesma um presentinho de Natal tem mesmo de ser muito especial. Aproveite, aproveite cada pulo de alegria, cada brilho no olhar, cada Let it snow cantado nessa vozinha linda de 4 aninhos de idade...

Que delicia de post,eu tb quase pude tocar no pinheirinho,nos enfeites,tudo tão lindo.
Miss S é mesmo um lindo presente de natal,ela herdou o valor das coisas com os pais.Não é pelos presentes que ela anseia mas pelo dia em que a família vai se reunir e dar risadas e comemorar juntos o dia que até mesmo eu me lembro não é só natal,é tb o aniversario de miss S
Feliz aniversario miss S,Feliz natal.

Apesar de ser professora há 23 anos de crianças de educação infantil e anos iniciais, nunca ouvi ou li algo tão emocionante e ao mesmo tempo tão vivo sobre o Papai Noel. Tenho uma filha de 8 anos que passou por esta transição somente este ano e muita vezes tive esta "discussão" com meu marido sobre contar ou não a verdade, mas assim como você, acredito que elas precisam e necessitam desta fantasia. Obrigada pela mensagem tão linda, certamente vou mostra-la para minha filha. Abraços Mariane

Marcinha, nem se preocupa com essa questão de contar o que é real ou não para a pequena. Aqui em casa temos um montão de crianças em todas as idades, e o que eu posso te garantir é que elas simplesmente, num dia qualquer, descobrem sozinhas que papai noel não existe, não ficam traumatizadas e ainda acham uma gracinha as mais novas se encantarem, e ainda ajudam as menores continuarem acreditando, se achando "as mais velhas do pedaço", rsrsrsrsr. Concordo completamente com o que vc definiu no outro post sobre importância das fantasias para as crianças, e acrescento que não são mentiras, são apenas sonhos bons, que fazem depois a gente olhar pra trás com tanto carinho para nossa própria infância.

Deixe um comentário